Notícias

05.06.2017 - 22:07

Criação do Programa Juventude Legislativa é aprovada por unanimidade

Com o plenário lotado, a Câmara de Vereadores votou e aprovou, por unanimidade, o projeto de lei 026/17, o qual cria no âmbito do município o programa Juventude Legislativa e dá outras providências. O projeto é de autoria do vereador Lucas Lopes e visa despertar no jovem a consciência da cidadania aliada à responsabilidade com o seu meio social e sua comunidade. É objetivo deste projeto também a integração com o Poder Legislativo a responsabilidade de despertar a ética, a cidadania e valores para uma sociedade solidária e comprometida; criar junto à comunidade espaços para o crescimento dos anseios dos jovens em direção à conquista da cidadania, num processo de contínua aprendizagem.

O programa prevê a composição de 13 estudantes, devidamente matriculados em estabelecimentos de ensino fundamental e médio do Município de Carazinho, mediante processos seletivos de escolha, vedada reeleição.  Para esta sessão foram convidados os representantes dos Grêmios Estudantis das Escolas de Carazinho para que participassem da votação do projeto que deverá ser implantado no ano que vem, enquanto que neste ano será feita a preparação das escolas que escolherem aderir ao programa.

Dos requerimentos protocolados pelos vereadores, somente o protocolo 18.588, o qual solicita a mesa diretora a convocação do secretário de obras para esclarecimentos da secretaria. O mesmo foi rejeitado por sete votos a cinco.

Grande Expediente:

Durante o grande expediente todos os vereadores fizeram uso da tribuna e destacaram os trabalhos da secretaria de obras, apontando algumas necessidades de melhorias imediatas e outras que já foram retomadas, mesmo em tempo de chuva. Outro assunto bastante discutido, foi a da concessão de uso de um imóvel do Município à Associação dos Idosos de Carazinho. O mesmo está tramitando na casa a mais de um mês e aguarda documentação que foi solicitada pela comissão de Justiça e Finanças da casa. A intenção da terceira idade é de que o projeto seja votado o quanto antes, uma vez que o grupo paga aluguel para poder realizar os seus eventos e têm um recurso no valor de R$ 110 mil para investimento de uma sede para a realização dos eventos dos grupos.

A concessão de uso, de acordo com o projeto, deve-se em decorrência da devolução ao município da área doada à referida entidade por intermédio da Lei Municipal nº8.059/15, área esta junto ao espaço onde funcionava o antigo Hospital Operário. A concessão de uso do Ginásio da Acapesu à Associação dos Idosos de Carazinho será limitado por durante 30 (trinta) finais de semana por ano, para o desenvolvimento das atividades afins da Associação, sendo que os Grupos dos Idosos terão preferência no uso do Ginásio, mediante agendamento prévio.

O vereador Lucas Lopes foi o último a falar e destacou o projeto de sua autoria, que foi o único projeto colocado em apreciação do plenário. Lopes falou do descrédito político em todo o país e enfatizou a importância do envolvimento do jovem na política.           

Em pauta

Sessão Ordinária nº 322 (27/11/2017 - 18:45)

CONVOCO os senhores vereadores para uma Reunião ORDINÁRIA, a ser realizada dia 27 de novembro, SEGUNDA-FEIRA, com início previsto para as 18 horas e 45 minutos.

1. Projeto de Lei 111/17 de autoria do Executivo Municipal, Autoriza a abertura de Crédito Suplementar no orçamento de 2017. 2. Projeto de Lei 113/17 de autoria do Executivo Municipal, Autoriza o Poder Executivo Municipal a firmar Convênio com o Poder Judiciário, por intermédio do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, com a interveniência do Foro da Comarca de Carazinho, visando conjuntamente a instalação e manutenção de Anexo Fiscal.