Notícias

Cidadãos que tiverem discordância com conta de água devem procurar a Corsan

2 semanas atrás

 

O gerente institucional regional da Corsan, Aldomir Antônio Santi, e o coordenador de Operações da Unidade de Carazinho, Luis Cristovão Brabo, estiveram nesta quarta-feira (03) conversando com vereadores sobre os serviços prestados pela empresa no município.

Alguns cidadãos têm procurado o Poder Legislativo reclamando sobre os valores de contas de água e coleta de esgoto e, por isso, muitos edis vêm questionando a Corsan sobre o serviço. Inclusive, há um pedido de criação de CPI aberta na Casa para investigar as ações da empresa.

Os vereadores presentes Janete Ross de Oliveira, Valdoir de Lima e Luis Fernando Costa e os assessores dos demais parlamentares aproveitaram a oportunidade e também questionaram os representantes da Corsan sobre algumas reclamações e dúvidas.

Santi fez um apanhado geral sobre a Corsan e sua aquisição pela Aegea. Disse ter conhecimento sobre as reclamações, mas destacou que é importante que seja realizada uma avaliação caso a caso. Para estas situações, sugeriu que seja procurada a unidade de atendimento e desta forma avaliado o que levou ao alto consumo. Lembrou que a variação no valor da fatura pode acontecer por cinco principais causas: consumo, vazamentos internos após quadro de medição, substituição de hidrômetro, erro de leitura e defeito no hidrômetro.

Após apelo dos vereadores, ficou definido que os profissionais da empresa continuarão realizando uma busca ativa sobre aqueles casos em que há discrepâncias e que os cidadãos que se sentirem lesados devem procurar a agência para detectar onde está o problema. Assim, enquanto não for definido o que provocou o aumento, a empresa buscará não realizar o corte de água destes usuários imediatamente. “Ficamos satisfeitos porque conseguimos esta aproximação com os responsáveis pela Corsan e eles entenderam a necessidade da população que nos procura frequentemente sobre a situação. Mas os cidadãos precisam buscar o atendimento para resolverem a situação”, disse o vereador Costa.

O vereador Valdoir de Lima também avaliou positivamente a reunião e lamentou que muitos vereadores não participaram. “Temos sido procurados sobre estes problemas e seria de muita relevância se todos estivessem presentes. De qualquer forma, ficamos felizes que a Corsan garantiu que terá mais tolerância nestas situações discrepantes e que haverá a possibilidade de parcelar em diversas vezes o débito. Vamos juntos tentar buscar ajudar a população”, disse.

 

Coleta de esgoto

Na reunião também foi discutida a cobrança sobre a coleta e tratamento de esgoto. Santi informou que a mesma está sendo gradativa, conforme calendário de implementação e ainda lembrou que há incentivos para aqueles usuários que após receberem a notificação se conectarem rapidamente: até 30 dias, 75% do valor da vistoria e 6 meses de carência; de 31 a 60 dias, 50% do valor da vistoria e 3 meses de carência; de 61 a 90 dias, 25% do valor da vistoria e 1 mês de carência; de 91 a 120 dias, 12,5% do valor da vistoria e zero de carência. Após 121 dias, não tem desconto de vistoria e nem carência, e vai ser cobrado pela disponibilidade, que é o dobro de quem está conectado. Por isso, é muito importante ficar atento se a unidade fica em duas das localidades em que já se começou a cobrança.

 

Entre em contato com a Corsan

Interessados em entrar em contato com a Corsan podem o fazer pelo 0800 646 6444 ou via WhatsApp pelo número (51) 9-9704-6644, presencialmente na unidade ou pelos demais canais de atendimento. Os vereadores também estão buscando ajudar neste quesito, basta procurá-los na Câmara Municipal.

FOTOS

O seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu navegador agora

×