Notícias

Legislativo solicita reconhecimento de estado de calamidade no município devido à estiagem

2 semanas atrás

 

O Legislativo de Carazinho encaminhou ao Executivo um ofício solicitando que seja decretado o estado de calamidade no Município. O motivo, segundo o presidente Daniel Weber, é a estiagem que assola Carazinho. Como a agricultura é uma atividade econômica importantíssima para a saúde financeira do Município, as dificuldades do ramo se refletem em diversas outras áreas, como por exemplo, no comércio local.

A situação não é específica de Carazinho. A falta de chuva também está afetando todo o estado do Rio Grande do Sul, tanto que se estima que o RS posa ter perda de aproximadamente 60% na safra de milho e 24% na safra de soja. Os dados são da Fecoagro-RS e também foram citados pelo presidente Daniel Weber.

Assim, caso seja reconhecido o estado de calamidade pública seria possível viabilizar uma série de mecanismos que reduziriam os danos aos cidadãos do Município, como renegociação de dívidas, financiamentos, e etc. “Os produtores rurais carazinhenses estão sofrendo com a falta de chuvas recorrentes na região e nosso papel como legislador também é pensar estratégias de solução de problemas e ações que beneficiam a cidade. Por isso, estamos pedindo ao Executivo que estude esta possibilidade de decretar o estado de calamidade. Estamos à disposição para auxiliar no que for preciso”, ressaltou o presidente Daniel Weber.

O ofício foi encaminhado ao Executivo Municipal nesta sexta-feira (14).

FOTOS

O seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu navegador agora

×