Notícias

Secretária de Saúde afirma que novos médicos chegarão em abril em Carazinho

3 semanas atrás

 

 

Até o final de abril dez médicos devem ser incluídos no quadro de profissionais de saúde em Carazinho. A declaração foi da secretária  Anelise Almeida que atendendo convocação da Câmara de Vereadores na sessão da última segunda-feira, dia 16, respondeu questionamentos por mais de uma hora a respeito dos médicos nas unidades de saúde, funcionamento das unidades de saúde, farmácia e  orçamento. Segundo ela, dois médicos serão chamados através do concurso público, e outros oito serão convocados pelo Programa Mais Médicos. Apesar do município ter ficado de fora da lista inicial, após algumas movimentações, foi possível conseguir a inclusão da cidade no programa.

Questionada sobre o motivo de os cidadãos estarem sem profissionais médicos em seis unidades de saúde da família, a secretária respondeu que a situação foi ocasionada por rescisões de contratos de médicos emergenciais, no caso das unidades da Floresta, Oriental, Sassi e Conceição, enquanto que nas unidades da Princesa e Cantares, os profissionais solicitaram desligamento devido a interesses particulares. Entretanto, lembrou que, apesar desta situação, a administração tem realizado o remanejamento de profissionais de outras unidades em dias e horários específicos para manter o atendimento nos locais.

Segundo Anelise, com a contratação destes 10 profissionais, seis serão destinados às unidades e três deles ficarão dando suporte a todo o serviço de saúde. A secretária ainda aproveitou a oportunidade e orientou que enquanto esta situação não for normalizada, em caso de emergência os pacientes destes locais que precisarem de atendimento fora do calendário de substituições, devem buscar atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento – UPA e Hospital de Caridade de Carazinho – HCC.

Além deste assunto, a secretária ainda falou sobre os atendimentos do Centro de Especialidades Médicas (CEM) que somando consultas e procedimentos totaliza em média 7.200 mensais. Enfatizou ainda que o único medicamento em falta na rede básica de responsabilidade do município é o cloridrato de ranitidina, ocasionado por problemas na fabricação do mesmo. Ela ressaltou ainda que já está em fase de implantação o novo sistema da Secretaria de Saúde, que irá modernizar e agilizar o trabalho.

 

Votação

 

Ainda na sessão da última segunda-feira, os vereadores de Carazinho aprovaram as contas do exercício de 2017 relativas à gestão do prefeito Milton Schmitz, vice-prefeito Fernando Sant’Anna de Moraes e Estevão de Loreno, que assumiu o cargo de prefeito temporariamente. O relatório da Comissão de Justiça e Finanças seguiu o parecer do Tribunal de Contas do Estado, que se posicionou favorável à aprovação. Houve, entretanto, apontamento de algumas falhas, que foram advertidas aos governantes e recomendadas para que sejam corrigidas, mas que não prejudicam a aprovação das contas.

 

 

FOTOS

O seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu navegador agora

×