LEIS MUNICIPAIS

Selecione os filtros abaixo para buscar as leis

Lei Municipal Nº 4300

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER, em cumprimento ao disposto no artigo 53, inciso IV da Lei Orgânica do Município, que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - A elaboraçπo da proposta orçamentária para o exercício de 1993 abrangera os Poderes Legislativo e Executivo, seus Fundos e Entidades da Administraçπo Direta e Indireta, assim como a execuçπo orçamentária obedecera as diretrizes aqui estabelecidas. Paragrafo único - As Sociedades de Economia Mista das quais participa o Município, somente receberπo recursos do Tesouro Municipal através de lei especifica, autorizando a subscriçπo de capital ou cobertura de difícil excetuado o pagamento de serviços prestados. Art. 2º - A elaboraçπo da proposta orçamentária do Município para o exercício de 1993 obedecera as seguintes diretrizes gerais, sem prejuízos das normas financeiras estabelecidas pela legislaçπo federal. I - O montante das despesas nπo devera ser superior ao das receitas; II - as unidades orçamentárias projetarπo suas despesas correntes a preços de dezembro de 1992, sobre os quais será acrescida a projeçπo inflacionaria para o exercício de 1993; III - as estimativas das receitas serπo feitas sobre a projeçπo da receita de dezembro de 1992, considerados a projeçπo inflacionaria para o exercício de 1993 e os efeitos das modificações na legislaçπo tributaria. IV - os projetos em fase de execuçπo terπo prioridade sobre os novos projetos, nπo podendo serem paralisados sem autorizaçπo legislativa; V - o pagamento do serviço da divida de pessoal e de encargos terá prioridade sobre as ações de expansπo; VI - as despesas com publicidade de qualquer órgπos ou entidades da administraçπo direta ou indireta, inclusive fundações mantidas pelo Município, deverπo ser objeto de dotaçπo orçamentária especifica, com denominaçπo "publicidade", de cada órgπo, fundo, empresa ou sub-divisπo administrativa dos Poderes, e nπo poderπo serem complementadas ou suplementadas serπo através de lei especifica; VII - o Município aplicara, no mínimo, 25% (vinte e cinco por cento) de sua receita resultante de Impostos, compreendida e proveniente de transferências, na manutençπo e desenvolvimento do ensino fundamental; VIII - a lei orçamentária nπo conterá dispositivo estranho a previsπo da receita e a fixaçπo da despesa, nπo se incluindo na proibiçπo a autorizaçπo para a abertura de créditos suplementares, ate o limite de dez por cento da receita orçada, e, contrataçπo de operações de credito, inclusive por antecipaçπo da receita, esta, ate o limite de vinte e cinco por cento da receita orçada; IX - constara da proposta orçamentária o produto das operações de credito autorizadas pelo legislativo, com destinarπo es- 1 pecifica e vinculadas ao projeto; X - alem do orçamento fiscal referente aos Poderes do Município, seus Fundos, órgπos e Entidades da administraçπo direta e indireta, inclusive Fundações instituídas e mantidas pelo poder publico, a lei orçamentária anual compreendera: a) orçamento de investimentos das empresas em que o Município, direta e indiretamente, detenha a maioria do capital social com direito a voto; b) o orçamento da seguridade social. Art. 3º - O Poder Executivo, tendo em vista a capacidade financeira do Município e o Plano Plurianual de Investimentos aprovado pela Lei nº 4.021/90, de 13 de junho de 1990 e os novos Programas e Projetos criados pelo Governo Municipal no corrente exercício , observara a seleçπo das prioridades dentre as relacionadas no Anexo I, integrante desta Lei, e as orçara de conformidade com o inciso II do artigo 2º desta lei. § 1º - Poderπo ser incluidos programas e projetos nπo elencados, desde que financiados com recursos de outras esferas do governo. § 2º - Também poderπo ser incluidos programas nπo elencados que contenham projetos financiados pela Contribuiçπo de Melhoria, desde que os beneficiados pela obra publica financiem diretamente ao empreiteiro contratado pelo Município montante nπo inferior a cinqüenta por cento do valor total da obra. Art. 4º - O Poder Executivo poderá firmar convênios com vigência máxima de um ano, com outras esferas de governo, para desenvolvimento de programas e projetos prioritários nas áreas de educaçπo, cultura, saúde e assistência social, sem ônus para o Município. Art. 5º - As despesas com pessoal, da administraçπo direta e da indireta, ficam limitadas a 65% (sessenta e cinco por cento) da receita corrente. § 1º - O limite estabelecido para as despesas de pessoal, de que trata este artigo, abrange os gastos da administraçπo nas seguintes despesas: I - salários; II - obrigações patronais; III - proventos de aposentadorias e pensões; IV - remuneraçπo do Prefeito e do Vice-Prefeito; V - remuneraçπo dos Vereadores; VI - diárias de viagens. § 2º - A concessπo de qualquer vantagem ou o aumento de remuneraçπo alem dos índices inflacionários, a criaçπo de cargos ou a alteraçπo de estrutura de carreira, bem como a admissπo de pessoal a qualquer titulo, pelos órgπos e entidades da administraçπo direta e indireta, inclusive fundações instituídas e mantidas pelo Poder Publico Municipal, só poderπo ser feitas se houver previa dotaçπo orçamentária suficiente para atender as projeções de despesas de pessoal e aos dela decorrentes ate o final do exercício , obedecido o limite fixado no "caput". Art. 6º - A concessπo de ajuda financeira depende de autorizaçπo legislativa expressa em lei e somente será atribuida a entidades sem fins lucrativos que, reconhecidamente, prestam serviços nas áreas de saúde, educaçπo, cultura, assistência 2 social, prevençπo de incêndio, segurança publica e entidades esportivas amadoras. § 1º - Os pagamentos dos auxílios serπo efetuados após a aprovaçπo pelo Poder Executivo, dos Planos de Aplicaçπo apresentados pelas entidades beneficiadas. § 2º - Os prazos para apresentaçπo de contas nπo poderπo ultrapassar dos 30 (trinta) dias do encerramento do exercício. § 3º - É vedada a concessπo de ajuda financeira a entidades que nπo prestaram contas dos recursos anteriormente recebidos, assim como as que nπo tiveram suas contas aprovadas pelo Executivo Municipal. Art. 7º - As operações de credito por antecipaçπo de receita contratadas pelo Município, serπo totalmente liquidadas ate o final do exercício. Art. 8º - O Prefeito Municipal enviara, ate o dia 30 de outubro, o Projeto de Lei Orçamentário a Câmara Municipal, que o apreciara ate o dia 30 de novembro, devolvendo a seguir para sançπo. Art. 9º - O orçamento para o exercício de 1993 devera contemplar prioritariamente a pavimentaçπo das vias publicas incluidas em orçamentos de exercícios anteriores, cujas obras nπo ocorreram ate a presente data. Paragrafo único - O Município poderá pavimentar vias publicas incluidas em projetos financiados por outros órgπos públicos ou particulares, com recursos próprios, devendo, nesses casos, substituir a área pavimentada por outra, de modo a nπo diminuir o projeto financiado. Art. 10 - As verbas orçamentárias destinadas a pavimentaçπo de vias publicas, excluidas aquelas remanescentes de exercícios anteriores, deverπo destinar, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) para pavimentaçπo das vias por onde transitam os coletivos urbanos. Paragrafo único - No caso de criaçπo de novas linhas para o transporte coletivo urbano, é o Poder Executivo autorizado a realizar pavimentaçπo nas ruas beneficiadas, mesmo nπo elencadas no programa. Art. 11 - O Poder Executivo fará constar no orçamento para 1993 dotaçπo própria para custear os estudos técnicos e a implantaçπo da reforma do transito na cidade, no sentido de torna-lo mais racional. Art. 12 - Revogadas as disposições em contrario, esta Lei entra em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL, DE CARAZINHO, 19 DE SETEMBRO DE 1992. a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

19 . 09 . 1992


Lei Municipal Nº 4299

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER, que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - É o Executivo autorizado a abrir um credito especial no Orçamento do Município de Carazinho, no valor de Cr$ 5.500.000,00 (cinco milhões e quinhentos mil cruzeiros), destinado a aquisiçπo de mobiliaria para o Quartel da Brigada Militar de Carazinho. localizado na Vila Rica, nesta cidade. Art. 2º - Servira de recurso para cobertura do credito especial autorizado pelo artigo, a arrecadaçπo a maior do corrente exercício. Art. 3º - Revogadas as disposições em contrario, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 26 DE AGOSTO DE 1992 a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

26 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 4298

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a abrir um Crédito Suplementar no Orçamento do Município de Carazinho, no valor de CR$ 70.000.000,00 (setenta milhões de cruzeiros), para suplementaçπo das seguintes verbas do Orçamento da Despesa do corrente exercício: 01 - C┬MARA MUNICIPAL DE VEREADORES 0101 - Câmara Municipal de Vereadores Cód. 313201.005 - Despesas com Publicidade..... CR$ 20.000.000,00 02 - GABINETE DO PREFEITO 0201 - Gabinete do Prefeito Cód. 313201.011 - Despesas com Publicidade..... CR$ 50.000.000,00 TOTAL........................ CR$ 70.000.000,00 Art. 2º - Servira de recursos para cobertura do Crédito Suplementar, aberto pelo artigo anterior, a arrecadaçπo a maior do corrente exercício. Art. 3º - Revogadas as disposições em contrário, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 26 DE AGOSTO DE 1992 a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

26 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 4297

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER, que o legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Município autorizado a conceder um auxilio de Cr$ 10.000.000,00 (dez milhões de cruzeiros) ao Hospital de Caridade de Carazinho, para atender as despesas do Curso de Pratica de Auxiliar de Enfermagem mantido em convenio com a Universidade de Passo Fundo. Paragrafo único - Serπo deduzidos os valores recebidos através de subvenções ou auxílios de terceiros, aos alunos do Curso de Auxiliar de Enfermagem que percebem os referidos auxílios. Art. 2º - O valor será pago em duas parcelas de Cr$ 5.000.000,00 (cinco milhões de cruzeiros), respectivamente, dias 20 de agosto e 10 de outubro de 1992. Art. 3º - No prazo de 30 (trinta) dias da data do recebimento, o Hospital de Caridade de Carazinho devera prestar contas do repasse dos valores recebidos a Universidade de Passo Fundo. Art. 4º - Servira de recurso para cobertura do credito autorizado pelo artigo 1º, a reduçπo de igual valor da seguinte verba do orçamento vigente: 420000.207 - Aquisiçπo de vacas leiteiras - 0803 - Fomento Agropecuário - 08 - Secretaria Municipal da Agricultura e Abastecimento. Art. 5º - Revogadas as disposições em contrario, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 19 DE AGOSTO DE 1992 a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

19 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 4296

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER, que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - É concedida aos servidores efetivos, aos detentores de cargos em comissπo e funçπo gratificada, magistério, servidores inativos e pensionistas do Município de Carazinho, uma reposiçπo salarial de 81,70% (oitenta e um virgula setenta por cento) correspondente as perdas inflacionarias ocorridas nos meses de maio, junho e julho de 1992. Art. 2º - A reposiçπo referida no artigo anterior será paga nos meses de agosto e setembro do presente ano, na proporçπo de 40% (quarenta por cento) e 41,70% (quarenta e um virgula setenta por cento) respectivamente, ambos incidentes sobre o valor dos vencimentos vigentes no mês de julho de 1992. Art. 3º - As despesas decorrentes desta Lei correrπo à conta de dotações orçamentárias próprias. Art. 4º - Revogadas as disposições em contrario, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 19 DE AGOSTO DE 1992 a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

19 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 4295

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER, que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º Fica o Executivo Municipal autorizado a transferir mediante escritura publica de doaçπo a PLANTA COMERCIO E REPRESENTAÇ ╒ES LTDA., uma área de 32.400,00m², localizada no Distrito Industrial Carlos Augusto Fritz, de propriedade do Município de Carazinho, constituída do Lote 01, Quadra 08, Setor 13, confrontando ao Norte com a Rua F; ao Sul com a Rua G; Oeste com a Rua C e Leste com o Lote 02 da mesma quadra e setor, matriculada no Oficio de Registro de Imóveis de Carazinho sob nº 15.375. Art. 2º - A área doada devera ser destinada para implantaçπo de armazém sementeira, misturadores de adubo e unidade de beneficiamento, secagem e armazenagem de cereais. Art. 3º - É estipulado o prazo de 1(um) ano para a implantaçπo das atividades especificadas no artigo anterior. Paragrafo único - O prazo citado neste artigo começa a fluir a partir da data da conclusπo dos serviços de terraplenagem referidos no § 2º do artigo 19 da Lei Municipal nº 3.606, de 19.03.87. Art. 4º - O Executivo Municipal para efeito de aplicaçπo do artigo 30 da Lei do Plano Diretor do Distrito Industrial Carlos Augusto Fritz, que trata da reversπo da área para o patrimônio publico fará constar na respectiva escritura publica de doaçπo, os prazos constantes no artigo 3º desta Lei. Art. 5º - A presente doaçπo esta vinculada ao cumprimento dos dispositivos legais constantes na Lei Municipal nº 3.606, de 19.03.87 que institui o Plano Diretor do Distrito Industrial e suas alterações. Art. 6º - Concomitantemente, a PLANTA COMERCIO E REPRESENTAÇ╒ES LTDA. revertera ao Município a propriedade havida por doaçπo, através da escritura publica lavrada em 13 de outubro de 1988 nas notas do 1º Tabelionato desta Comarca, Livro 36 A, sob nº 3.884 e matriculado no Registro de Imóveis sob nº R.1-16.755 de 20.10.88, em conformidade com a Lei Municipal nº 3.755, de 28.09.88. Art. 7º - Revogadas as disposições em contrario, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 19 DE AGOSTO DE 1992 a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

19 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 4294

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER, que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - É o Executivo Municipal autorizado a abrir um credito especial no Orçamento do Município no valor de Cr$ 4.000.000,00 (quatro milhões de cruzeiros) destinado a concessπo de auxilio à UACC - Uniπo das Associações Comunitárias de Carazinho, para manutençπo da entidade. Art. 2º - Servira de recurso para cobertura de credito especial autorizado pelo artigo anterior, a arrecadaçπo a maior do corrente exercício. Art. 3º - Revogadas as disposições em contrario, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 19 DE AGOSTO DE 1992 a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

19 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 4293

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a abrir um Credito Suplementar no Orçamento do Município de Carazinho, no valor de Cr$ 5.887.975.000,00 (cinco milhões, oitocentos e oitenta e sete milhões, novecentos e setenta e cinco mil cruzeiros), para suplementaçπo das seguintes verbas do Orçamento da Despesa do corrente exercício: 01 - C┬MARA MUNICIPAL DE VEREADORES 0101 - Câmara Municipal de Vereadores Cód. 311100.001 - Pessoal Civil............. Cr$ 200.000.000,00 Cód. 311300.002 - Obrigações Patronais...... Cr$ 25.000.000,00 Cód. 312000.003 - Material de Consumo....... Cr$ 5.000.000,00 Cód. 313200.004 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 30.000.000,00 Cód. 325900.006 - Outras Transf.a Pessoas... Cr$ 1.000.000,00 02 - GABINETE DO PREFEITO 0201 - Gabinete do Prefeito Cód. 311100.008 - Pessoal Civil............. Cr$ 43.400.000,00 Cód. 312000.009 - Material de Consumo....... Cr$ 5.000.000,00 Cód. 313200.010 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 3.000.000,00 0202 - Sub-Prefeituras Cód. 311100.014 - Pessoal Civil............. Cr$ 17.540.000,00 Cód. 312000.015 - Material de Consumo....... Cr$ 1.000.000,00 0203 - Consultoria Jurídica Cód. 311100.019 - Pessoal Civil............. Cr$ 7.500.000,00 0204 - Junta do Serviço Militar Cód. 311100.024 - Pessoal Civil............. Cr$ 8.030.000,00 03 - SEC.MUN.DA ADMINISTRAÇ├O 0301 - Gabinete do Secretario Cód. 311100.028 - Pessoal Civil............. Cr$ 39.100.000,00 Cód. 312000.029 - Material de Consumo....... Cr$ 5.000.000,00 Cód. 313200.032 - Encargos: Seg.Prédios Publ Cr$ 4.000.000,00 0302 - Depto. de Pessoal Cód. 311100.034 - Pessoal Civil............. Cr$ 19.000.000,00 Cód. 313200.036 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 7.000.000,00 04 - SEC.MUN.DA FAZENDA 0401 - Gabinete do Secretario Cód. 311100.040 - Pessoal Civil............. Cr$ 20.300.000,00 Cód. 311300.041 - Obrigações Patronais...... Cr$ 210.000.000,00 Cód. 312000.042 - Material de Consumo....... Cr$ 5.000.000,00 Cód. 313200.043 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 3.000.000,00 Cód. 313200.045 - Encargos Aluguel Câmara... Cr$ 10.000.000,00 0402 - Depto.Arrecadaçπo e Cadastro Cód. 311100.047 - Pessoal Civil............. Cr$ 60.000.000,00 0403 - Depto.de Contabilidade Cód. 311100.050 - Pessoal Civil............. Cr$ 20.000.000,00 0404 - Depto.de Compras Cód. 311100.054 - Pessoal Civil............. Cr$ 12.770.000,00 0405 - Depto.FiscalizaçπoCód. 325100.061 - 1 Inativos.................. Cr$ 330.000.000,00 Cód. 325200.062 - Pensionistas.............. Cr$ 44.500.000,00 05 - SEC.MUN.EDUC.,CULT.,DESP.E TURISMO 0501 - Gabinete da Secretaria Cód. 311100.064 - Pessoal Civil............. Cr$ 11.400.000,00 Cód. 313200.070 - Enc.Aluguel Prédio Sec.... Cr$ 5.000.000,00 Cód. 433101.240 - Doaçπo Mat.Pav.L.Vitoria.. Cr$ 4.000.000,00 0502 - Depto.Municipal de Educaçπo Cód. 311100.077 - Pessoal Civil............. Cr$ 3.400.000,00 0506 - Ensino Fundamental Cód. 311100.092 - Pessoal Civil............. Cr$ 1.191.000.000,00 Cód. 311300.093 - Obrigações Patronais...... Cr$ 180.000.000,00 Cód. 313200.095 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 230.000.000,00 0507 - Ensino Médio Cód. 323100.098 - Subv.Soc.Aux.La Salle..... Cr$ 37.000.000,00 0508 - Ensino Superior Cód. 412001.101 - Aquisiçπo de ⌠nibus....... Cr$ 94.000.000,00 0510 - Museu Municipal Pedro Vargas Cód. 311100.106 - Pessoal Civil............. Cr$ 1.700.000,00 0511 - Biblioteca Publica Municipal Cód. 311100.111 - Pessoal Civil............. Cr$ 8.100.000,00 06 - SEC.MUN.OBRAS,SERV.URB.E VIAÇ├O 20601 - Gabinete do Secretario Cód. 311100.124 - Pessoal Civil............. Cr$ 20.000.000,00 0602 - Depto.Engenharia e Topografia Cód. 311100.128 - Pessoal Civil............. Cr$ 13.500.000,00 0603 - Almoxarifado e Oficinas Cód. 311100.132 - Pessoal Civil............. Cr$ 38.000.000,00 Cód. 312000.133 - Material de Consumo....... Cr$ 5.000.000,00 0604 - Depto.Limpeza Publica Cód. 311100.137 - Pessoal Civil............. Cr$ 109.000.000,00 Cód. 312000.138 - Material de Consumo....... Cr$ 20.000.000,00 Cód. 313200.139 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 15.000.000,00 Cód. 313201.140 - Enc.Reciclagem Lixo Urbano Cr$ 70.000.000,00 0605 - Praças, Parques e Jardins Cód. 311100.142 - Pessoal Civil............. Cr$ 7.400.000,00 Cód. 312000.143 - Material de Consumo....... Cr$ 1.000.000,00 0606 - Depto.Munic.Estradas de Rodagem Cód. 311100.147 - Pessoal Civil............. Cr$ 368.000.000,00 Cód. 312000.148 - Material de Consumo....... Cr$ 160.000.000,00 Cód. 313200.149 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 105.000.000,00 0608 - Depto.Mun.de Transito Cód. 311100.159 - Obras Paviment.Av.e Ruas.. Cr$ 540.000.000,00 0610 - Obras no Distrito Industrial Cód. 411000.160 - Obras Inst.Dist.Indu...... Cr$ 20.000.000,00 0612 - Programa Int.Melhoria Social-PIMES Cód. 411000.162 - Obras e Instal.Proj.PIMES. Cr$ 800.000.000,00 07 - SEC.MUN.SA┌DE, MEIO AMB.,PROM.SOCIAL 0701 - Gabinete do Secretario Cód. 311100.163 - Pessoal Civil............. Cr$ 9.300.000,00 Cód. 312000.164 - Material de Consumo....... Cr$ 3.000.000,00 Cód. 313200.165 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 5.000.000,00 Cód. 412000.168 - Equip.Mat.Permanente...... Cr$ 3.000.000,00 0702 - Depto. Assistência Medica Cód. 311100.169 - Pessoal Civil............. Cr$ 98.900.000,00Cód. 312000.170 - Material de Consumo....... Cr$ 2 15.000.000,00 Cód. 313200.171 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 20.000.000,00 Cód. 412000.173 - Equip.Mat.Permanente...... Cr$ 10.000.000,00 0703 - DEMBES Cód. 311100.177 - Pessoal Civil............. Cr$ 140.800.000,00 Cód. 313200.179 - Outros Serviços Encargos.. Cr$ 7.000.000,00 Cód. 312000.180 - Material de Consumo....... Cr$ 20.000.000,00 Cód. 313200.181 - Outros Serv.Enc.Creches... Cr$ 3.000.000,00 08 - SEC.MUN.AGRICULTURA E ABASTECIMENTO 0801 - Gabinete do Secretario Cód. 311100.192 - Pessoal Civil............. Cr$ 29.800.000,00 09 - SEC.MUN.DE PLANEJAMENTO 0901 - Gabinete do Secretario Cód. 311100.212 - Pessoal Civil............. Cr$ 24.000.000,00 10 - ENCARGOS GERAIS DO MUNICμPIO 1001 - Encargos Gerais do Município Cód. 313201.217 - Enc.vigil.,CRT,Corsan..... Cr$ 150.000.000,00 Cód. 313202.218 - Encargos.Vale Transporte.. Cr$ 70.000.000,00 Cód. 328100.224 - Contribuiçπo PASEP........ Cr$ 30.000.000,00 TOTAL..................... Cr$ 5.887.975.000,00 Art. 2º - Servira de recursos para cobertura do Credito Suplementar, aberto pelo artigo anterior: a) Reduçπo de saldos das seguintes verbas do Orçamento do corrente exercício: 07 - SEC.MUN.SA┌DE MEIO AMB.PROM.SOCIAL 0703 - Fundo Municipal de Saúde Cód. 312000.174 - Material de Consumo.......... Cr$ 15.000.000,00 Cód. 313200.175 - Outros Serviços Encargos..... Cr$ 35.000.000,00 Cód. 412000.176 - Equip.Mat.Permanente......... Cr$ 6.000.000,00 SUB-TOTAL.................... Cr$ 56.000.000,00 b) Excesso de arrecadaçπo do corrente exercício no valor total de Cr$ 5.831.975.000,00. Sendo Cr$ 600.000.000,00 de Operações de Crédito com BADESUL, Projeto FUNDOPIMES. TOTAL..................... Cr$ 5.887.975.000,00 Art. 3º - Revogam-se as disposições em contrario, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 18 DE AGOSTO DE 1992. a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

18 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 4292

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL.. FAÇO SABER, que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - É o Poder Executivo autorizado a abrir um credito especial no orçamento vigente, no valor de Cr$ 35.000.000,00 (trinta e cinco milhões de cruzeiros), para aquisiçπo de materiais de construçπo destinados a conclusπo das obras na Praça Pinto Bandeira, no Bairro Oriental desta cidade. Art. 2º - Servira de recurso para cobertura do credito especial autorizado neste artigo, a arrecadaçπo a maior do corrente exercício. Art. 3º - Revogadas as disposições em contrario, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 11 DE AGOSTO DE 1992 a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

11 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 4291

JOSÉ LUIZ ESPANHOL, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. FAÇO SABER, que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte lei: Art. 1º - É o Executivo Municipal autorizado a abrir um crédito especial no Orçamento do Município no valor de Cr$ 900.000,00 (novecentos mil cruzeiros) para fins de concessπo de auxilio financeiro ao Pinheiro Atlético Clube, destinado ao custeio das despesas de realizaçπo do Encontro Inter-Clubes de Futsal, realizado de 23 a 26 de julho, nesta cidade. Art. 2º - Servira de recurso para cobertura do credito especial autorizado pelo artigo anterior, a arrecadaçπo a maior do corrente exercício. Art. 3º - Revogadas as disposições em contrario, esta Lei entrara em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 11 DE AGOSTO DE 1992 a)JOSÉ LUIZ ESPANHOL Prefeito Municipal a)GOMERCINDO S. ZAMBIASI Sec.Mun.Administraçπo

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

22 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

11 . 08 . 1992


Lei Municipal Nº 2107

LEI MUNICIPAL Nº 2107 REESTRUTURA o Quadro de Funcionários do Município, dispõe sobre o Plano de Pagamento e da outras providências. ARMINDO XAVIER DA CRUZ, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO. FAÇO SABER que o Poder Legislativo aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Sπo extintos todos os cargos de provimento efetivo e de provimento em comissπo, e as funções gratificantes, atualmente existentes. Art. 2º - Sπo criados os seguintes cargos isolados, de provimento afetivo, classificados na forma desta Lei, que passam a constituir o Quadro ┌nico dos Funcionários do Município. SERVIÇO DE ADMINISTRAÇ├O GERAL 2 - Oficial Administrativo Padrπo 7 6 - Escriturário " 6 9 - Auxiliar de Escritório " 5 5 - Escrevente Datilógrafo " 3 1 - Encadernador " 3 1 - Servente " 1 SERVIÇO DE ADMINISTRAÇ├O P┌BLICA E FINANCEIRA 1 - Contador " 10 1 - Sub-Contador " 9 1 - Tesoureiro " 9 1 - Agente Tributário " 8 SERVIÇO DE DEDUÇ├O E CULTURA 32 - Professor de Ensino Primário " 1 SERVIÇO DE FISCALIZAÇ├O E VIGIL╩NCIA 2 - Fiscal " 5 SERVIÇO DE OBRAS 1 - Encarregados de Obras " 6 SERVIÇOS DE OBRAS 13 - Operador de Máquinas " 4 8 - Carpinteiro " 3 2 - Marceneiro " 3 2 - Pedreiro " 3 1 - Mineiro " 3 17 - Marroneiro " 2 6 - Calceteiro " 2 72- Operário " 1 1 - Capataz "excedente" " 5 SERVIÇO DE SA┌DE E ASSIST╩NCIA 1 - Atendente Padrπo 2 SERVIÇOS DE TRANSPORTE E OFICINAS 1 - Mecânico " 4 2 - Chapeador " 3 1 - Ferreiro " 3 12- Motoristas " 3 1 - Torneiro " 3 § 1º - O Executivo, no prazo de 60 dias, por decreto, fará especificações dos cargos criados por esta Lei. § 2º - O prefeito lotará os funcionários nos diversos órgπos da Prefeitura, atendendo as necessidades do serviço. § 3º - O cargo de Capataz, declarado "excedente", será extinto automaticamente quando vagar. Art. 3º - Os atuais ocupantes dos cargos extintos serπo aproveitados nos cargos criados pelo artigo anterior, com todos os diretores adquiridos, inclusive contagem de tempo de serviço para novo avanço, na forma do Quadro anexo, que faz parte integrante desta Lei. § 1º - Os cargos restantes serπo preenchidos por concurso, na forma dos artigos 5º e 13º, à medida que vagarem as funções de extranumerários, ou seus ocupantes estiverem habilitados a preenche-los. § 2º - Ao extranumerário que, por concurso, for investido em cargo público, será atribuído o avanço que lhe assegure vencimento igual ou imediatamente superior ao salário que estiver percebendo, e, se for superior ao valor do ultimo avanço, terá direito a diferença, até sua absorçπo por posteriores aumentos de vencimentos. § 3º - As vantagens ressalvadas pelo art. 2º da Lei 2072, de 25 de outubro de 1867, serπo acrescentadas, como parcela invariável, ao vencimento resultando do enquadramento previsto neste artigo. Art. 4º - Os atuais extranumerários poderπo ser mantidos em suas funções atuais, até sua absorçπo pelo quadro de funcionários, sendo estáveis os que contavam 5 (cinco) anos de serviço público em 24 de janeiro de 1967 (art. 177, § 2º, da Constituiçπo do Brasil). Parágrafo ┌nico - É vedada a admissπo de novos extranumerários, inclusive para preencher vagas. Art. 5º - A investidura nos cargos iniciais será precedida de concurso público de provas ou de provas e títulos, e o acesso a cargos de nível mais elevado será precedido de prova de habilitaçπo, à qual somente poderπo concorrer funcionários efetivos do Município, tudo na conformidade do prescrito nas especificações dos cargos. § 1º - Nπo se apresentando candidatos a prova de habilitaçπo a um determinado cargo ou, apresentando-se, nπo forem preenchidas todas as vagas, poderá ser aberto concurso público para o mesmo cargo. § 2º - A prova de habilitaçπo constará, predominantemente, de questões objetivas ou práticas sobre as atividades de cargos para o qual se realiza; o mesmo procedimento será adotado com relaçπo a concurso público, quando cabível. § 3º - Os concursos públicos, e as provas de habilitaçπo terπo validade por 2 (dois) anos, contados da data de sua homologaçπo. § 4º - Os funcionários e os atuais extranumerários está vez do Município nπo estπo sujeitos a limites de idade para inscriçπo em concurso. Art. 6º - A contar da data de vigência desta Lei, ou da investidura do extranumerário em cargo público, e respeitado o prescrito no art. 3º e em seu § 2º, ao contar cada triênio de tempo de serviço ao Município, o funcionário efetivo terá direito a um avanço até o máximo de dez no valor de 5% (cinco por cento) do vencimento básico do padrπo em que estiver investido. § 1º - Nπo se consideram afastamentos, para fins de avanço, todas as ausências do funcionário, legalmente computáveis para fins de percepçπo de vencimentos. § 2º - Cada falta nπo justificada ao serviço retardará em 10 (dez) dias o direito ao avanço. § 3º - Será protelado por um (1) ano o direito ao avanço para o funcionário punido com pena de suspensπo dentro do triênio. Art. 7º - Sπo criados os seguintes cargas de provimento em comissπo: a) - diretamente ligados ao Prefeito: 1 Secretário Padrπo CC4 1 Diretor de Serv. da Fazenda " CC4 1 Sub-Prefeito da Sede " CC3 5 Sub-Prefeito Rural " CC1 b) no Gabinete do Prefeito: 1 Assistente " CC3 3 Auxiliar de Gabinete " CC2 Art. 8º - Sπo criadas as seguintes funções gratificadas: a) - diretamente ligadas ao Prefeito: 1 Secretário Padrπo FG4 1 Diretor do Serv. da Fazenda " FG4 1 Sub-Prefeito da Sede " FG3 5 Sub-Prefeito Rural " FG1 b) - no Gabinete do Prefeito: 1 Assistente " FG3 3 Auxiliar de Gabinete " FG2 c) - ligado à Secretaria: 1 Chefe de Secçπo Pessoal Padrπo FG3 d) - no ensino municipal: 1 Coordenador do Ens. Municipal " FG4 1 Supervisor do Ens. Municipal " FG3 e) - nos serviços de obras: 1 Capataz Geral " FG2 6 Chefe de Setor " FG1 Art. 9º - As posições de Secretário, Diretor do Serviço da Fazenda, Sub-prefeito da Sede, Sub-Prefeito Rural, Assistente e Auxiliar de Gabinete, serπo providas sob a forma de cargo em comissπo ou funçπo gratificada, a critério do Prefeito, quando o ocupante escolhido for funcionários efetivo ou extranumerário estável do Município; serπo providas exclusivamente sob a forma de cargo em comissπo quando o ocupante escolhido nπo for funcionário efetivo nem extranumerário estável do Município. Art. 10º - As funções gratificadas de Coordenador do Ensino Municipal e Supervisor do Ensino Municipal, serπo preenchidas com professores do Estado e do Município, designados na forma da Legislaçπo em vigor. Art. 11º - Além dos funcionários, poderá o Município contar para funções técnicas ou especializadas nπo existentes no Quadro de funcionários, aplicando-se a uns e outros a legislaçπo trabalhista. Parágrafo ┌nico - A despesa para o pessoal para obras ocorrerá pela dotaçπo orçamentária ou crédito especial destinado à obra ou serviço de natureza eventual, e a despesa com contratos, pela dotaçπo ou crédito especificamente destinado a tal fim. Art. 12º - Os vencimentos dos cargos públicos municipais e os valores das funções gratificadas passam a ser os seguintes: a) - Cargos de provimento efetivo: Padrões Valores (em NCr$) 1 120,00 2 130,00 3 150,00 4 170,00 5 180,00 6 210,00 7 250,00 8 290,00 9 330,00 10 370,00 b) - Cargos de Provimento em comissπo: Padrões Valores (em NCr$) CC1 180,00 CC2 200,00 CC3 260,00 CC4 370,00 c) - Funções gratificadas: Padrões Valores (em NCr$) FG1 30,00 FG2 45,00 FG3 60,00 FG4 80,00 Parágrafo único - Ao titular do cargo de Tesoureiro, quando em efetivo exercício ou afastado por motivo de férias, será atribuída a gratificaçπo de 10% (dez por cento) do respectivo vencimento, como compensaçπo por quebra de caixa. Art. 13º - O primeiro concurso público para cada um dos cargos iniciais será, obrigatoriamente, de provas e títulos, deverá ser aberto dentro de 6 (seis) meses e concluído dentro de 1 (um) ano. § 1º - Tanto as provas como os títulos terπo o limite máximo de 100 (cem) pontos, considerando-se aprovados no concurso somente os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a quarenta (40) pontos nas provas. § 2º - As provas deste concurso versarπo, principalmente, sobre questões referentes as atribuições do cargo, podendo ser escritas ou práticas, ou escritas e práticas. § 3º - Para os atuais servidores do município, serπo considerados títulos a interinidade no cargo para o qual se realize o concurso, e a condiçπo de extranumerário em funçπo equivalente na razπo de 60 (sessenta) pontos; e a interinidade em outro cargo e a condiçπo de extranumerário em outra funçπo, no razπo de quarenta (40) pontos. § 4º - Poderπo inscrever-se neste concurso os atuais extranumerários nπo estáveis no Município, cuja idade nπo seja superior a quarenta (40) anos, na data da vigência desta Lei. § 5º - O edital de concurso disporá sobre outros títulos que possam ser considerados. § 6º - A nota final, para fins de classificaçπo dos candidatos, será a média aritmética das notas obtidas nas provas e nos títulos. Art. 14º - A despesa decorrente desta Lei correrá à conta das dotações orçamentárias de pessoal. Art. 15º - Esta Lei entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 1968, revogadas as disposições em contrário. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 29 DE DEZEMBRO DE 1967. a)ARMINDO XAVIER DA CRUZ Prefeito Municipal

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

20 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

29 . 12 . 1967


Lei Municipal Nº 2106

LEI MUNICIPAL Nº 2106 Autoriza a abertura de Crédito Suplementar, no valor de NCr$ 5.000,00. ARMINDO XAVIER DA CRUZ, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO. FAÇO SABER que o Poder Legislativo aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a abrir um Crédito Suplementar no Orçamento da Prefeitura Municipal, no valor de NCr$ 5.000,00 (cinco mil cruzeiros novos), destinado à suplementaçπo das seguintes verbas: Código 3.1.4.8.19 - Eventuais ...................NCr$ 500,00 Código 3.1.2.3.42 - Materiais Diversos ..........NCr$ 4.500,00 Art. 2º - Servirá de recurso para atender a suplementaçπo constante no artigo anterior, a arrecadaçπo a maior já verificada em: Imposto Territorial Urbano .................NCr$ 1.500,00 Imposto Predial ............................NCr$ 1.000,00 Cobrança da Dívida Ativa ...................NCr$ 2.500,00 Art. 3º - Revogadas as disposições em contrário, esta Lei entrará em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 28 DE DEZEMBRO DE 1967. a)ARMINDO XAVIER DA CRUZ Prefeito Municipal

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

20 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

28 . 12 . 1967


Lei Municipal Nº 2105

LEI MUNICIPAL Nº 2105 Abre um Crédito Especial até o limite de NCr$ 50.000,00 (cinqüenta mil cruzeiros novos) e da outras providências. ARMINDO XAVIER DA CRUZ, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO. FAÇO SABER que o Poder Legislativo aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a abrir Crédito Especial no Orçamento da Prefeitura Municipal, até o limite de NCr$ 50.000,00 (cinqüenta mil cruzeiros novos) para empréstimo a Autarquia Municipal para pagamento à CEEE. Art. 2º - Servirá de recurso para atender ao Crédito referido no artigo anterior, o produto da verba Eventuais - Auxílios dos Estados - provenientes das apólices de Enchentes. Art. 3º - O crédito solicitado no artigo 1º servirá para a regularizaçπo da transferência das apólices efetuadas à Autarquia, em 11 de outubro de 1967. Art. 4º - Revogadas as disposições em contrário, esta Lei entrará em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 28 DE DEZEMBRO DE 1967. a)ARMINDO XAVIER DA CRUZ Prefeito Municipal

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

20 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

28 . 12 . 1967


Lei Municipal Nº 2104

LEI MUNICIPAL Nº 2104 Autoriza a abertura de Crédito Suplementar, no valor de NCr$ 24.600,00. ARMINDO XAVIER DA CRUZ, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO. FAÇO SABRE que o Poder Legislativo aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a abrir um Crédito Suplementar no Orçamento da Autarquia Municipal, no valor de NCr$ 24.600,00 (vinte e quatro mil e seiscentos cruzeiros), destinado a suplementaçΓo das seguintes verbas: Código 3.1.2.1.33 - Material de Expediente ........NCr$ 500,00 Código 3.1.2.3.33 - Combustíveis e Lubrificantes ..NCr$ 1.800,00 Código 3.1.2.4.35 - Mat. p/ ConservaçΓo Veículos ..NCr$ 800,00 Código 3.1.2.5.33 - Materiais Diversos ............NCr$ 5.500,00 Código 4.1.4.1.33 - Material Permanente ...........NCr$ 16.000,00 Art. 2º - Servirá de recurso para atender a suplementaçΓo do artigo anterior, o seguinte: a) REDUÇΘO DAS SEGUINTES VERBAS: Código 3.1.4.4.30 - Fundo Aumento Pessoal .........NCr$ 900,00 Código 3.1.2.6.33 - AquisiçΓo Energia Mecânica ....NCr$ 10.000,00 b) A ARRECADAÇΘO A MAIOR J° VERIFICADA EM: Serviços Urbanos .............................NCr$ 13.000,00 Multas .......................................NCr$ 200,00 Eventuais ....................................NCr$ 500,00 Art. 3º - Revogadas as disposiç∙es em contrário, esta Lei entrará em vigor na data de sua publicaçΓo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 28 DE DEZEMBRO DE 1967. a)ARMINDO XAVIER DA CRUZ Prefeito Municipal

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

20 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

28 . 12 . 1967


Lei Municipal Nº 2103

LEI MUNICIPAL Nº 2103 Autoriza firmar contrato de compra. ARMINDO XAVIER DA CRUZ, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO. FAÇO SABER que o Poder Legislativo aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a firmar contrato de compra de uma carregadeira CASE com retroescavadeira e de mais características constantes do pedido de 6 de outubro de 1967, da firma J.I. CASE DO BRASIL Comércio e Industria Ltda., de Porto Alegre, bem como condições de pagamento constante da carta-proposta de 03 de outubro de 1967 da mesma firma. Art. 2º - Revogadas as disposições em contrário, esta Lei entrará em vigor na data de sua publicaçπo. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, 28 DE DEZEMBRO DE 1967. a)ARMINDO XAVIER DA CRUZ Prefeito Municipal

ANEXOS
DATA DE PUBLICAÇÃO

20 . 01 . 2007

DATA DE APROVAÇÃO

28 . 12 . 1967


MAIS LEIS

Notícias

22.09.2017 - 15:04
Conselho de ética vota pela abertura de perda de mandato

O Conselho de Ética da Câmara de Vereadores de Carazinho decidiu por três votos a dois, pelo início do processo de perda de mandato do vereador Clayton Pereira. A decisão

22.09.2017 - 06:00
Nota de pesar

É com pesar que a Câmara de Vereadores de Carazinho comunica com o falecimento do ex-vereador e Presidente da Casa Luiz Leite, que faleceu na madrugada desta sexta-feira (22), devido a complicações

21.09.2017 - 14:10
Projeto que autoriza o Município a conceder reparcelamento de débitos a residências alienadas será votado na segunda-feira

Foi liberado para votação na próxima segunda-feira (25), pela comissão de Ordem Econômica e Social da Câmara de Vereadores, o projeto de lei que autoriza o Município

21.09.2017 - 09:28
Audiência pública sobre guarda armada 24h nas instituições financeiras será na próxima semana

A Câmara de Vereadores realizará na próxima semana, dia 28, às 19 horas, uma audiência pública para discutir o projeto de lei que institui a guarda armada 24h nas

Em pauta

Sessão Ordinária nº 311 (25/09/2017 - 18:45)

CONVOCO os senhores vereadores para uma Reunião ORDINÁRIA, a ser realizada dia 25 de setembro, SEGUNDA-FEIRA, com início previsto para as 18 horas e 45 minutos.

1. Projeto de Lei 097/17 do Executivo Municipal, o qual Autoriza o Município a conceder reparcelamento de débitos relativos à alienação dos imóveis cedidos pelo Município, de acordo com as Leis Municipais nº 4.676/94, 5.204/98, 5.277/99 e 5.383/00; 2. Destaque 01 dos artigos 8º e 24º do Projeto de Resolução nº - 007/017, que Altera o Regimento Interno de autoria da Mesa Diretora.